Webmail Alterar Senha

Angical: Secretário de Saúde participa de importantes reuniões em Salvador 

Publicado em: 23/1/2018

O Secretário de Saúde de Angical, Alcinele Lopes, esteve na última semana, participando de uma série de reuniões na capital baiana, para discutir vários assuntos sobre a saúde do município. Alcinele, esteve reunido com o secretário de saúde do município de Salvador, José Antônio Alves. Na oportunidade, foi solicitado ao anfitrião, uma parceria entre os dois municípios, para que seja viabilizado a marcação e realização de procedimento médicos de alta complexidade.

Alcinele Lopes e o secretário de saúde município de Salvador, José Antônio Alves

 

Durante o encontro, o secretario soteropolitano, sinalizou positivamente que estará abrindo alas para o município de Angical.

Cumprindo a agenda, o secretário, esteve reunido com a superintendente de gestão dos sistemas de regulação da atenção à saúde, Ana Paula Dias, onde se discutiu a questão das regulações para o município, uma vez que Angical, precisa diariamente de regulação em diversas especialidades para vários pacientes, para a média e alta complexidade. O secretario cobrou ainda, mais atenção as demandas e uma agilidade maior nas regulações no Hospital do Oeste. Outro tema abordado, foi sobre as pactuações, que envolvem os municípios de Angical, Barreiras e Salvador.

Superintendente de gestão dos sistemas de regulação da atenção à saúde, Ana Paula Dias,

Ainda em sua viagem a capital baiana, Alcinele, participou do encontro do COSEMS (Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde), que reuniu secretários municipais de saúde de várias cidades da baianas.

Stela Souza, Presidente do COSEMS e a Assessora Técnica do Conselho, Blenda Leite

 

Entre os vários assuntos abordados, foi discutido sobre a nova portaria 3992 do Ministério da Saúde, que determina uma nova forma de repasses dos recursos do sistema de saúde aos municípios. Desde o início de janeiro, todos os repasses, serão enviados aos municípios por meio de duas contas bancarias, com isso, cada município terá que ter uma atenção especial para administrar os recursos.

 

ASCOM/Angicl

Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter